Outro dia contei por aqui como usar o Google Reader para agregar diferentes fontes de notícias de interesse. No meu caso, passei a listar as notícias sobre o Timão, sobre São Carlos e sobre TI aqui, neste blog. Isso já me poupou diversos cliques diários em diferentes portais de notícias que eu sempre consultava. Mas eu continuava tendo que acessar, diversas vezes por dia, três diferentes webmails para ler as mensagens de três contas de e-mail que uso regularmente. Isso para não falar das que eu nunca lembro de checar, mas para essas um simples redirecionamento (opção quase sempre disponível) resolve.

O problema é antigo e é provável que mais gente passe por isso. Nem sempre é possível usar apenas uma conta de e-mail. Aqui no trabalho, por exemplo, apesar de não ser uma regra estrita, é fortemente recomendado que se use o e-mail corporativo para assuntos corporativos. É uma lógica sensata até.

A solução também não é nova, já que isso sempre foi resolvido pelos tais “clientes de e-mail”. Leia-se: Outlook, Thunderbird, IncrediMail (argh!)… Antigamente a galera curtia o Eudora. Relíquia!

Funciona assim: você configura nesses clientes de e-mail o endereço do servidor de e-mails, que normalmente respondem ao protocopo POP3 (daí o endereço normalmente começar com pop, ou pop3), o nome de usuário e a senha, e o software “busca” e “baixa” para você todos os seus e-mails, para que possa ler a partir do seu computador. Convenhamos, coisa da era da conexão discada! Atualmente, com a ubiquidade da Internet, e com espaço quase infinito nas caixas postais eletrônicas, não faz sentido ficar baixando e-mails. O negócio é Webmail!

Vamos ao que interessa…

Eu não sei exatamente há quanto tempo, mas o Gmail, ou qualquer webmail que funcione com Google Apps, consegue fazer exatamente este papel dos antigos “clientes de e-mail”. Com a diferença da simplicidade para a configuração.

Mas isso já existia, não?

Eu me lembro que havia até pouco tempo uma funcionalidade para “importar” mensagens e contatos de outros e-mails, mas não funcionava muito bem. Agora funciona!

Eu deixo minhas contas separadas pra poder enviar mensagens com o endereço de remetente do e-mail do trabalho, quando for assunto de trabalho.

É possível alterar o endereço a partir do qual a mensagem será enviada, ou seja, como irá aparecer o remetente. Inclusive com o nome de exibição diferente. Ou seja, eu posso mandar como “Ândi” no meu e-mail particular, e como “Anderson Garcia” no e-mail do trabalho.

E se eu quiser ler meus e-mails de outra conta, mas sem tirá-los de lá?

Isso é configurável. Tem lá uma opção para deixar cópia no servidor. Mas pode ser que não funcione com algum servidor. Comigo não deu certo essa opção com o Hotmail.

Ah não! Prefiro deixar separado porque recebo muita porcaria no e-mail particular, e não quero misturar com os de trabalho.

Bom, pra resolver isso há soluções bem antigas até, como filtros de e-mails e marcadores. Inclusive, como opção padrão os e-mails que vem de outra conta já são marcados com o respectivo endereço da conta. Assim, basta clicar no endereço, na lista de marcadores, e ver apenas os e-mails daquela conta.

Outra opção interessante é usar um recurso relativamente novo do Gmail chamado Caixa Prioritária. Aí fica fácil separar as porcarias e propagandas das coisas realmente úteis.

E como faço pra usar isso então?

No seu Gmail (ou na sua conta de e-mail com Google Apps), lá em cima, clique “Configurações“, e depois selecione a guia “Contas“. Depois, clique na opção “Adicionar uma conta de e-mail que você possui“. Preencha o e-mail do qual deseja abrir as mensagens. Se for algum servidor conhecido, ele preencherá os dados automaticamente. Caso contrário, digite seu nome de usuário (na conta que deseja agregar), sua senha, e o endereço do servidor (se você usa um daqueles antigos clientes de e-mail, já deve ter configurado isso).

Ainda não entendi que vantagem maria leva…

Além de visualizar todos os e-mails num único webmail, e de conseguir enviar mensagens a partir dele com qualquer conta como remetente, você ainda ganha a eficácia das ferramentas da Google. Até porque, vamos combinar, o Gmail ainda é, disparado, a interface de webmail mais prática e agradável!

Ah! Mesmo que você não tenha uma conta no Gmail (duvido que não tenha pelo menos uma conta no Google), e usa apenas o webmail do seu trabalho, que é uma porcaria, você pode criar uma conta lá, e configurar pra receber e enviar do seu e-mail habitual por padrão!

Isso só não vai dar certo se o servidor de e-mails da sua empresa for restrito à rede interna (será que existe isso ainda?), ou se o Gmail for bloqueado pelo admin de rede malvado.

E a coisa pode ficar ainda mais interessante se você usar o Google Chrome com algumas extensões. Mas sobre isso eu falo na semana que vem. 🙂

anderson

2 Responses to “Agregando várias contas no GMail”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *