São Jorge não ajuda vagabundo.

Filipe Martins

São Jorge não ajuda, nem a Fiel deve apoiar. Porque uma coisa é ser Fiel ao Corinthians, outra coisa é ser conivente com pessoas que usam do clube para angariar dinheiro para si.

É nisso que se resume hoje o Corinthians. Dirigentes e jogadores que usam a imagem do Timão, maior marca do esporte nacional, para fazer dinheiro. Não há compromisso com os resultados, com o futebol. E não há a mais vaga preocupação com as tradições do clube centenário e popular.

Se a derrota para o Tolima e a eliminação da Libertadores 2011 antes mesmo dela começar são doídas, muito pior será se ela não for sucedida de atitudes fortes da torcida, que atinja diretamente o que essas pessoas mais prezam (o próprio bolso) e que vá contra esse estado de coisas instaurado no clube há 3 anos.

É preciso, mais do que violência, ameaças e quebra-quebra, uma reação ordenada e estratégica dos corinthianos cuja única motivação seja o amor ao Corinthians.

O que proponho:

  • Público ZERO. infelizmente, é a forma mais direta de sentirem o revés de jogarem fora todas as tradições de um dos clubes mais populares do país, e de respeitarem o torcedor corinthiano.
  • Não compre camisas oficiais.
  • Não compre produtos licenciados.
  • Não assine canais de pay-per-view.
  • Não pague o programa Fiel Torcedor. A idéia é boa, mas não pode ser usada como justificativa para a exploração monetária dos torcedores mais presentes, nem como parte de um projeto de elitização e consequente descaracterização da torcida. Ademais, sócio-torcedor deve ter direito a voto! Porque o Corinthians, antes do clube, é o time. São 30 milhões, e não poucos milhares.
  • Associe-se. Principalmente para quem mora na capital: junte todo o dinheiro que gastaria com essas coisas por alguns meses e compre um título do clube. Uma vez lá dentro, você terá direito a voto. Mas cuidado! Não se corrompa! Porque lá dentro tudo cheira a podre!
  • Use as redes sociais com inteligência. Elas podem ser importantes para discussões e conscientização da torcida, bem como para organizar ações. Mas dê unfollow em jogador do Corinthians que usa rede social para fazer publicidade! Não seja tolo, você está sendo usado para que eles façam as divulgações de seus patrocinadores pessoais. Não faz sentido seguí-los e depois reclamarem que eles estão mais preocupados em faturar do que em jogar.

Quase todas essas ações podem ser iniciadas de imediato. E é preciso deixar claro que não são posições definitivas. Podem perdurar por um período a ser determinado, ou até que a ordem das coisas seja restabelecida, e o Corinthians volte a ser dos Corinthianos, e não a servir aos que dele se apoderaram.

Essas são só as primeiras idéias. Há muita coisa a ser pensada ainda. E é possível organizar-se para isso. Mas tem que ser pelos torcedores, por quem está de fora. Porque no clube, hoje, quase sem exceção, todos tem interesses pessoais em primeiro lugar.

E entenda: nada disso é boicote ao Corinthians, e sim às pessoas que usam o Timão.

Porque ser Fiel não é só bater palmas. Você aprovaria um filho seu entregue à marginalidade, sem tentar resgatá-lo? Daria dinheiro a ele para continuar se drogando? Então não faça isso com o clube que ama.

Pode parecer inocência, presunção, utopia… Mas é isso, ou desencanar do futebol de vez. Porque não dá pra assistir a tudo isso inerte e fingir que as coisas são verdadeiras, e que trata-se apenas de um jogo onde há vencedores e perdedores. Porque com a derrota na luta, podemos arcar. Mas com vagabundos enganadores não dá mais!

anderson

2 Responses to “Aos Corinthianos de bem”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *