Não sei se todo mundo já teve a curiosidade de procurar na Web por homônimos. Às vezes nem é curiosidade, simplesmente esbarramos em algum ao tentar criar um perfil, um nick, ou num dígito errado que colocamos, ou num endereço indisponível que queremos saber quem está usando…

No meu caso, um homônimo completo, ou seja, outro Anderson Canale Garcia, eu duvido que vá encontrar por aí. Os Canales são mais raros e cheios de variações (na minha família mesmo tem Canali, Canales, Canalles)… Já quando resumo o nome a Anderson Garcia, são vários os homônimos. Váááários! Muito mais do que eu poderia imaginar!

Dia desses, já há algum tempo, eu verificava no Twitter a disponibilidade do endereço @AndersonGarcia. Encontrei um cara que trabalha exatamente com o que eu trabalho! Ou pelo menos parte do que trabalho (PHP, JQuery, etc). E tem um blog sobre isso.

Aí fiquei curioso, e resolvi ver o que mais eu achava. No próprio Twitter tinha outro, @andgarcia, cuja assinatura estava assim “Brasileiro, Paulistano, Publicitario, Corinthiano (Maloqueiro e Sofredor…Graças a Deus!)”. E quem se lembra da minha vai achar no mínimo estranha a coincidência. Mas esse pelo menos não é computeiro, o que parece ser o grande carma do nome. Veja, por exemplo, a lista dos Andersons Garcias do Linkedin. Eu contei pelo menos oito diretamente ligados a TI.

O mais curioso dos homônimos, no entanto, não é computeiro, publicitário, corinthiano… Sequer brasileiro é! Trata-se do Prof. Dr. Anderson García Chávez. Quem?! Nem eu sei. Mas de tanto receber e-mail no meu Gmail que na verdade se destinava a ele, resolvi pesquisar. Parece tratar-se de um professor peruano da área da psicologia. E foram inúmeras as mensagens que já recebi de entrega de trabalhos e principalmente pedidos de desculpas por atrasos (pensava que era coisa de brasileiro é?). E tudo bem que o e-mail dele seja realmente parecido com o meu (uma subtração das duas letras finais), mas é incrível que algumas das mensagens que me chegaram por engano eram respostas a mensagens do tal professor. Será que peruano não conhece o objetivo do botão “responder”?

O mais insistente dos alunos resolveu me interpelar via bate-papo. Eu gastei todo o meu parco espanhol tentando explicar, com toda a paciência que Deus me deu, que não, eu não era o Anderson Garcia que ele procurava. E ele custou MUITO a acreditar. Ou talvez ainda não acredite, já que essa semana voltou a abrir o chat “me perguntando” se eu estaria no laboratório “mais tarde”…

Mas quem sabe um dia eu chegue a Professor Doutor mesmo… Talvez aumente a confusão, mas não vou me importar.

anderson

3 Responses to “Homônimos”

  1. Sabia que ler email destinado a aoutra pesoa nao é polido?

    Imagine o meu email que é simplesmente Talarico, o tanto de email q recebo de gente do mundo inteiro, e algumas fotos…interessante 😉

  2. Que texto interessante! rsrs
    O meu nome também é muito comum. Completo ou parcial, já achei vários. De vez em quando também recebo e-mails no silviacomunica, direcionados a outra pessoa. Também fui investigar, a pessoa também é jornalista, mas já formada e dona de agência…
    De qualquer forma, adorei ler aqui. Boas risadas. =*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *