Perto do final do ano sempre participamos de várias solenidades e festividades. Formaturas, confraternizações, premiações, casamentos (são mais frequentes nesta época)… Situações que sempre valeram ficar registradas em fotografias. Se não pelo evento, ao menos para aproveitar a ocasião rara de estar bem vestido e com a lata polida.

Nestas ocasiões, para garantir uma boa foto, é preciso deixar a preguiça de lado. É preciso movimentar-se, procurar o melhor ângulo, o lugar certo no momento certo, com tempo suficiente para posicionar-se, ajustar o foco e disparar o flash. Não dá para ficar sentado!

No entanto, em tempos de câmeras digitais compactas, populares e acessíveis a todos, em que quase todos os convidados tem as suas em mãos, um dilema se estabelece: quem ocupará o melhor espaço? Quem ficará com o melhor ângulo? Quem preencherá os assentos? Quem aplaudirá e quem registrará os aplausos?

Eu confesso que, como fotógrafo-de-festa-de-fim-de-ano, sou bem preguiçoso. Um tanto por timidez, é verdade. Mas também porque não me acho no direito de entupir o corredor junto com outra dezena de fotógrafos-de-festa-de-fim-de-ano. Em que pese o fato de ter que justificar o gasto que fiz com minha câmera (que é só uma compacta, mas o preço não foi assim tão compacto), tiro as fotos que dá pra tirar dali, do meu lugar, algumas antes, outras depois… O resultado não é bom, definitivamente. Em compensação, posso assistir ao evento decentemente.

Se você é um desses “fotógrafos”, sugiro que considere alguns toques:

  1. Você não precisa registrar todos os instantes do evento. Normalmente há um fotógrafo profissional contratado exclusivamente para isso. Seu objetivo deve ser registrar a sua participação, e dos seus próximos.
  2. Um bom zoom ajuda bastante a não precisar chegar tão perto… Mas não removerá as cabeças da frente.
  3. Saia do caminho!

anderson

One Response to “O fotógrafo preguiçoso”

  1. É, meu caro…
    Imagine nós, fotógrafos, o que passamos com esse mundo ‘véio’ de gente na nossa frente na hora de registrar as imagens, imagina? O pior é que a pessoa que esta sendo fotografada fica com cara de idiota sem saber pra qual câmara ela olha!
    É osso total! hahahahaha
    Gostei das 3 dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *