Enquanto sigo sem tempo, tentando recuperar o ritmo acadêmico depois de mais de cinco anos, deixo por aqui mais um texto mondano das antigas. Este escrito em 16/11/2006. Ignorância é força¹ Às vezes o sentido da palavra “ignorância” se perde. Ignorar não é escolher não saber, é desconhecer alguma coisa, não ter conhecimento dela2. Quase todo mundoRead more »

Alguns governos veem o mundo só pelos olhos da economia. Aí, tudo vira número. Outros governos veem o mundo só pelos olhos das obras. Aí, tudo vira pedra, tijolo, prédio. E há um tipo raro de governo que vê o mundo pelos olhos das pessoas. Aí número vira gente, prédio vira gente, e gente viraRead more »